Protetor facial: o que é e quando utilizar?

Considerado um dos EPIs mais importantes para quem trabalha em ambientes que oferecem riscos, o protetor facial é indispensável em diferentes segmentos do mercado, na área da saúde, agricultura e em indústrias de todos os portes.

O uso de protetor facial, também conhecido como face shield, se popularizou nos últimos meses como um acessório para evitar a contaminação pelo novo coronavírus. Há, aliás, controvérsias sobre a utilização para este fim, uma vez que ele não protege, efetivamente, contra partículas do vírus. Pelo menos isso é o que aponta um estudo de pesquisadores da Universidade Fukuoka no Japão, publicado na revista Physics of Fluids.

Por outro lado, o protetor facial é indispensável em diferentes segmentos do mercado, na área da saúde, agricultura e em indústrias de todos os portes. Considerado um dos EPIs mais importantes para quem trabalha em ambientes que oferecem riscos, ele ajuda a proteger contra:

  • Respingos químicos;
  • Materiais tóxicos;
  • Poeiras;
  • Calor e luminosidade excessiva;
  • Radiação e outros impactos. 

Quer saber mais? Continue a leitura deste artigo e entenda como funcionam os protetores faciais.

O que é o protetor facial?

Feito de policarbonato, acoplado a uma peça única ou um capacete, o protetor facial é um EPI regulamentado pela NR 6. Acima de tudo, o acessório tem como principal objetivo proteger o rosto do trabalhador em ambientes que oferecem riscos.

Mas, assim como acontece com outros EPIs, existe um tipo de protetor facial adequado para cada atividade-fim. Ou seja, o modelo deve ser escolhido de acordo com a função desempenhada e os riscos ambientais do negócio. Entenda mais abaixo!

Protetor facial contra impactos de partículas volantes

Quem trabalha no campo, na área de saúde ou na indústria está constantemente exposto a partículas volantes. Ou seja, agulhas, respingos de produtos químicos, estilhaços de vidro ou poeiras, que podem ir ao encontro do rosto do colaborador e representam risco à sua saúde ou segurança. 

Contar com um protetor acrílico, por exemplo, pode ser essencial para evitar o contato e acidentes.

Protetor facial contra radiação infravermelha ou ultravioleta

Com uma camada mais grossa, esse tipo de protetor é usado em trabalhos que envolvem radiações infravermelhas, como atividades em fornos e micro-ondas. 

Além disso, há modelos específicos para trabalho com soldas e lâmpadas, que podem emitir radiação ultravioleta e afetar diretamente a saúde do trabalhador. Neste caso, o mais indicado é utilizar um protetor facial – e roupas – específicas para este fim.

Protetores contra luminosidade intensa

Igualmente importante, os protetores faciais contra luminosidade possuem lentes com tonalidades e cores específicas, geralmente amarelas ou marrons, capazes de rebater a luz excessiva para garantir a segurança do colaborador.

Capacetes de Proteção

Kit Roçador Completo Camper

R$97,65 Em até 5x de R$19,53 R$92,77 à vista
R$12,80 Em até 5x de R$2,56 R$12,16 à vista
R$10,87 Em até 5x de R$2,17 R$10,33 à vista
R$160,34 Em até 5x de R$32,07 R$152,32 à vista
R$22,05 Em até 5x de R$4,41 R$20,95 à vista

Quando usar os EPIs?

Você deve saber que o uso de EPIs passou a ser obrigatório há alguns anos, sendo regulamentado pela NR6. Aliás, eles devem ser utilizados em qualquer ambiente de trabalho que apresente riscos à saúde, à integridade física e à segurança dos empregados.

No entanto, embora a obrigação de adquirir, registrar, distribuir gratuitamente e esclarecer sobre como utilizar o equipamento para cada atividade seja das empresas, a guarda e conservação do mesmo fica a cargo dos empregados. 

Tem interesse em adquirir um protetor facial? Entre em contato com  Safety Trab e conheça os nossos produtos.

Aproveite para acompanhar tudo o que acontece no mercado de EPIs. Preencha o formulário abaixo e receba a nossa newsletter.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    dezessete − 14 =

    💬 Precisa de ajuda?