Calçados de segurança: por que usar?

Os calçados de segurança ajudam a manter os pés protegidos contra produtos químicos, objetos cortantes, pregos, entre outros.

Os calçados de segurança são muito mais do que um simples acessório, seja na indústria ou no açougue. Considerados Equipamentos de Proteção Individual (EPI), eles têm como função a proteção dos pés contra acidentes.

Dessa forma, esse tipo de calçado deve ser utilizado sempre que o trabalhador estiver em seu local de trabalho, a fim de evitar o contato da pele com produtos químicos, objetos cortantes, pregos, variação térmica e corrente elétrica.

Importância do uso dos calçados de segurança

Robustos, os calçados de segurança foram pensados para aumentar a produtividade e o conforto, de forma segura.

Não à toa, sua utilização é obrigatória em áreas de riscos e diversos setores da economia. Ainda assim, é muito comum encontrarmos profissionais sem o equipamento.

Antes de mais nada, precisamos entender que a ausência dos calçados em determinadas funções é reflexo da falta de treinamento e informação.

Com isso, o que era para ser um item de segurança, acaba esquecido no armário. E é aí que mora o perigo!

Multas e sanções

Segundo as normas trabalhistas, os calçados devem ser utilizados em qualquer ambiente que ofereça riscos aos pés. Isso significa que a ausência do equipamento pode ser considerada uma infração. Desse modo, a empresa pode receber multas e outras sanções.

Por outro lado, segundo a lei, o funcionário que não utiliza os calçados também pode sofrer punições. Afinal, ele está colocando em risco a sua segurança e a de todos os seus colegas.

Neste sentido, dentre as sanções impostas pela norma, estão advertências e até mesmo a demissão por justa causa. Ou seja, sem os tão desejados direitos trabalhistas.

Obrigatoriedade dos calçados de segurança

Se você chegou até aqui, deve ter reparado que os calçados de segurança fazem parte do nosso dia-a-dia.

É comum que encontremos profissionais com pés protegidos em supermercados e mecânicas, por exemplo. Do mesmo modo, vemos pessoas que deveriam usar o equipamento e não o fazem.

Neste sentido, há uma lista de setores em que os calçados são obrigatórios. Dentre eles, podemos destacar:

  • Construção civil;
  • Indústrias;
  • Açougues;
  • Restaurantes;
  • Cozinhas industriais;
  • Montadoras;
  • Metalúrgicas;
  • Fábricas em geral.

Contudo, precisamos notar que há algumas funções que exigem o uso do equipamento. Este é o caso, por exemplo, de auxiliares de limpeza: eles devem utilizar os calçados independentemente do setor de atuação da empresa.

Quais as características dos sapatos?

Criados para atender todo tipo de ambiente que oferece riscos ao profissional, os calçados de segurança possuem características específicas, uma vez que existem diferentes modelos no mercado. Por exemplo:

  • Botas;
  • Botinas;
  • Coturnos;
  • Sapatos;
  • Tênis; e
  • Bota de PVC.

Além disso, os calçados podem ser de cano curto, médio ou longo, com ou sem cadarço. Há modelos, ainda, com velcro e elástico, a depender da necessidade.

Apesar da variedade, os trabalhadores não podem usar qualquer modelo de calçado.

Dessa forma, antes de escolher o tipo de calçado ideal, é importante levar em consideração alguns detalhes, como a função desempenhada, os riscos e o local de trabalho.

Antes que você faça sua escolha, é preciso considerar, ainda, situações externas, como o solo, as condições de temperatura, entre outros.

Com as informações em mãos, a escolha do modelo ideal de calçado de segurança se torna muito mais simples. Além, é claro, de garantir o conforto e o melhor aproveitamento do EPI.

Uso e conservação

Seja como for, o uso e a conservação dos calçados de segurança impactam diretamente na qualidade e durabilidade do produto.

Nesse sentido, é importante manter os cuidados diários e seguir algumas recomendações, como:

  • Nunca coloque um calçado maior ou menor do que seu pé;
  • Lembre-se que os calçados de segurança são de uso pessoal;
  • Mantenha uma higiene adequada dos pés. Isso ajuda a evitar fungos e bactérias;
  • Verifique frequentemente o estado dos calçados;
  • Não utilize se observar que a sola está solta;
  • Evite utilizar os calçados com furos ou com o cano deteriorado.

Um outro fator de atenção está relacionado ao prazo de validade.

De um modo geral, o tempo de uso do equipamento é de seis meses, contudo, este período pode ser maior ou menor, dependendo do fornecedor.

Os calçados de segurança desempenham um papel fundamental nos mais diversos setores da economia, uma vez que são considerados obrigatórios para minimizar os riscos e acidentes.

Todavia, é necessário ressaltar que, enquanto o fornecimento é responsabilidade das empresas, o uso correto e conservação estão a cargo do trabalhador.

Em outras palavras, cada um deve fazer a sua parte para garantir a segurança do todo.

Agora que você já sabe da importância da utilização dos calçados de segurança, que tal aproveitar e pedir um orçamento para a SafetyTrab?

Nossos especialistas estão à disposição para esclarecer dúvidas e, então, te ajudar a escolher o modelo ideal para sua equipe!

Que tal acompanhar em primeira mão as novidades do mercado e nossas dicas? Preencha o formulário para receber os conteúdos da SafetyTrab!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    oito + dez =

    WhatsApp chat