Bota térmica para câmera fria: para que serve?

Ambientes com temperatura negativa podem causar desconforto, doenças ocupacionais e acidentes do trabalho, tornando a presença de EPIs, como a bota térmica, indispensável.

Ambientes com temperatura negativa podem causar desconforto, doenças ocupacionais e acidentes do trabalho, tornando a presença de EPIs, como a bota térmica, indispensável.

Este tipo de atividade laboral, aliás, é considerado insalubre e gera uma série de direitos ao trabalhador que presta suas atividades exposto a frio excessivo. Um deles, está relacionado à disponibilização dos EPIs corretos para o desempenho da função nesses locais.

Afinal, o trabalho, seja na área frigorífica, farmacêutica ou em outros ramos, expõe os colaboradores a riscos causados por um agente físico: o frio extremo. Além de gerar um desconforto térmico, ele pode comprometer a saúde do trabalhador, levando à perda excessiva do calor do corpo, a chamada hipotermia.

O que é a câmara fria?

Antes de mais nada, é importante conceituar o termo câmara fria. Embora este seja um nome mais “formal”, na prática a câmara fria é um espaço para armazenagem de produtos que precisam de um controle rígido de temperatura por conta de suas características.

Muito comum nos setores alimentício e farmacêutico, este tipo de ambiente impacta a vida de milhões de brasileiros que atuam em:

  • Açougues;
  • Supermercados;
  • Farmácias;
  • Portos e caminhões contêineres;
  • Indústrias de laticínios; e
  • Hospitais.

Importância das bota térmica e outros EPIs

É inegável que os riscos estão diretamente associados ao tempo de exposição e à sensibilidade do organismo. Seja como for, nestes ambientes, que podem alcançar 30º negativos, a lei prevê que o profissional faça pausas programadas ao longo de sua jornada de trabalho e, ainda, exige a utilização de EPIs específicos.

De acordo com a NR-36, é obrigatório que o funcionário exposto a baixas temperaturas em câmaras frias receba do empregador os EPIs adequados, entre eles, a bota térmica. 

A fim de garantir a proteção dos pés contra o frio extremo, elas integram a lista de EPIs essenciais para quem está exposto diariamente às baixas temperaturas. Também conhecida como bota frigorífica, ela deve ser fabricada com materiais de ponta e de tecnologia avançada, sendo capaz de proteger os pés.

E quando falamos em proteger os pés, queremos dizer que sua função não é apenas contra riscos de acidentes ocupacionais, mas, principalmente, contra o frio, a umidade e agentes biológicos, evitando lesões e infecções na pele.

Qual é a melhor bota térmica do mercado?

Em seu portfólio, a SafetyTrab conta com as melhores opções de bota térmica do mercado. É o caso do modelo com forro de lã da Bracol, por exemplo, que é confeccionada em Policloreto de Vinila (PVC) e massa nitrílica, garantindo melhor resistência a abrasão, ressecamento e trincas.

R$99,50 à vista Em até 3x de R$34,91
R$142,00 à vista Em até 3x de R$49,82
R$142,00 à vista Em até 3x de R$49,82
R$115,06 à vista Em até 3x de R$40,37
R$115,06 à vista Em até 3x de R$40,37

O modelo ainda conta com uma forração interna de lã, aumentando a proteção térmica em ambientes de baixa temperatura. Como adicional, a bota térmica é impermeável e dificulta a entrada de líquidos no interior do calçado.

A SafetyTrab disponibiliza, também, meias térmicas específicas para câmara fria para garantir uma proteção completa e eficiente. Fabricada pela Maicol, ela é confeccionada em Nylon resinado, com forro em manta térmica e malha sanfonada, oferecendo a máxima proteção aos trabalhadores.

Quer receber todos os materiais informativos produzidos pela SafetyTrab? Preencha o formulário abaixo!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    💬 Precisa de ajuda?