Acidentes oculares: quais são e como evitá-los?

Cerca de 90% dos acidentes oculares podem ser evitados por meio do uso de EPIs.

O Conselho Brasileiro de Oftalmologia prevê que aconteçam, anualmente, cerca de 150 mil acidentes oculares no Brasil. Grande parte deles ocorre no ambiente de trabalho, com homens de 30 a 40 anos, sendo que a maioria pode deixar sequelas.

Os números chamam a atenção, não é mesmo? Mas aqui vai outro dado alarmante: você sabia que 90% dessas situações podem ser evitadas por meio do uso de EPIs?

O que acontece é que, embora sejam obrigatórios, os equipamentos nem sempre são uma realidade. E isso acontece por uma série de razões: economia, falta de conhecimento, dificuldade de acesso e assim por diante. O resultado é esse: o número de acidentes cresce, impactando também os custos e produtividade.

Se interessou? Continue a leitura deste artigo para saber quais são os acidentes oculares mais comuns no local de trabalho.

Como acontecem os acidentes oculares?

O maior número de casos de acidentes oculares está ligado às indústrias, seguidas pela construção civil e agropecuária. Além disso, os trabalhadores que realizam atividades ao ar livre ou atuam na área de serviços, em geral, tendem a apresentar mais problemas. Mas não são os únicos.

Confira os principais tipos de acidentes oculares e como eles acontecem!

Queimaduras

Existem três tipos de queimaduras: a fotoelétricas, químicas e as térmicas. De um modo geral, elas são causadas pela exposição a agentes químicos ou físicos. E podem gerar danos irreversíveis, como cegueira.

Lesões

Você sabia que os olhos também podem sofrer lesões? Parecidas com um arranhão, geralmente elas são causadas por choque com objetos sem ponta ou, ainda, com as próprias máquinas da empresa.

Presença de corpo estranho

Esta é, provavelmente, a situação que encabeça a lista de acidentes oculares. Isso porque, pequenos fragmentos, poeiras e outros elementos tendem a cair no olho do trabalhador durante as tarefas. Principalmente quando ele não está utilizando EPIs. 

Embora pareça inofensiva em um primeiro momento, a presença de corpos estranhos nos olhos pode causar infecções e lesar a córnea, prejudicando a visão.

Conjuntivite

Grande conhecida da população em geral, a conjuntivite também é considerada um acidente de trabalho. Isso porque, a exposição a alérgenos, como, por exemplo, a fumaça e produtos químicos, pode contribuir para a formação de um quadro de conjuntivite alérgica ou até mesmo conjuntivite infecciosa. 

EPIs para evitar acidentes oculares

Não tem segredo: para evitar os acidentes oculares é preciso investir em bons EPIs. A boa notícia é que existem diversos modelos de óculos de proteção disponíveis no mercado, que protegem contra, por exemplo:

  • poeira;
  • impactos;
  • radiação;
  • agentes químicos ou físicos e muito mais.

É importante notar, no entanto, que cada EPI oferece um tipo de proteção diferente. Óculos com lateral total, por exemplo, são indicados para impedir a entrada de raios UV e evitar partículas vindas de diferentes direções.

Por outro lado, os modelos perfurados são destinados a trabalhadores que atuam em locais quentes e precisam de ventilação na região para a lente não embaçar.

É importante notar, ainda, outro detalhe: a cor das lentes. Sim, porque elas também interferem na percepção e no conforto visual. De um modo geral, as cores mais utilizadas são:

  • Lentes cinzas: indicadas para quem trabalha em locais com excesso de luminosidade ou solda;
  • Lentes amarelas: ideais para locais com pouca luz;
  • Lente incolor: ao contrário dos demais, esse óculos não possui proteção contra a luminosidade, mas contra partículas volantes e etc. 
  • Lentes azul e rosa: recomendadas para o descanso do usuário.
R$6,73 Em até 5x de R$1,35 R$6,39 à vista
R$10,25 Em até 5x de R$2,05 R$9,74 à vista
R$12,80 Em até 5x de R$2,56 R$12,16 à vista
R$10,87 Em até 5x de R$2,17 R$10,33 à vista
R$4,22 Em até 5x de R$0,84 R$4,01 à vista
R$4,10 Em até 5x de R$0,82 R$3,90 à vista
R$3,62 Em até 5x de R$0,72 R$3,44 à vista
R$3,59 Em até 5x de R$0,72 R$3,41 à vista

Além disso, a escolha deve contemplar o conforto e o design: o modelo deve cobrir 100% o olho do profissional. Por isso, é preciso observar o encaixe nas orelhas e no nariz, material de composição, vedação ao redor dos olhos, hastes e outras características. 

Agora que você já sabe quais são os principais tipos de acidentes oculares, que tal conferir nossas dicas sobre troca de EPIs?

Preencha o formulário abaixo e fique por dentro de tudo o que acontece no mercado de EPIs!

    2 thoughts on “Acidentes oculares: quais são e como evitá-los?

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    4 × 1 =

    💬 Precisa de ajuda?